O que é logística? Entenda os tipos e como funcionam!

You are currently viewing O que é logística? Entenda os tipos e como funcionam!

Você sabe o que é logística? Embora esse termo seja frequentemente empregado como sinônimo de “transporte”, é importante entender que os processos logísticos vão muito além disso. Absolutamente tudo o que consumimos depende da eficácia do setor de logística, e entender todos os detalhes envolvidos ajuda a tornar as operações mais ágeis e dinâmicas.

Neste post, vamos explicar de forma definitiva o que é logística, como ela funciona e qual é a sua importância para empresas de variados setores. Além disso, vamos trazer dicas valiosas para fazer uma gestão de logística eficiente. Confira!

Afinal, o que é logística?

Antes de mais nada, é importante definir o que é logística. Trata-se da área administrativa responsável pelo planejamento e pela execução de processos que visam à distribuição de produtos ou matérias-primas desde a fabricação até o consumidor final.

A logística lida, entre outras coisas, com o transporte e o armazenamento das mercadorias e materiais, gerenciando o fluxo de recursos necessários e monitorando todos os processos para que sejam feitos de forma ágil, eficiente e sem desperdícios.

Assim, se quisermos definir logística de forma direta, podemos dizer que é a área relacionada à gestão de recursos para entregar produtos em um determinado ponto e dentro de determinado intervalo de tempo, num complexo processo que envolve gestão de pessoas, controle de estoque, planejamento de rotas e muitas outras atividades.

Leia tambémLogtech: tecnologia e inovação em logística

Para que serve a logística?

A logística está em tudo o que consumimos. Afinal, tudo o que compramos precisa ser fabricado, armazenado e transportado até chegar às nossas mãos, e é o setor logístico que faz esse processo acontecer.

Porém, além de lidar com todos os processos envolvidos na distribuição de produtos e matérias-primas, a logística também atua no armazenamento de mercadorias, no controle de estoque, no planejamento de rotas de entrega e no acompanhamento de todas essas atividades, sempre em busca de pontos de melhoria.

Para que isso seja possível, o setor de logística das empresas deve contar com um planejamento minucioso e uma boa infraestrutura, que abrange desde galpões ou armazéns adequados até softwares de gestão e soluções de automação de tarefas. Devido à complexidade da área, muitas companhias optam pela terceirização da logística.

Como funciona a logística?

Transporte

O transporte é parte importante da logística, e é necessária uma boa gestão de transporte para que a movimentação de materiais entre armazéns, centros de distribuição, lojas e o cliente final aconteça de forma fluida e ágil, sem falhas nem atrasos.

A gestão de transporte é responsável por planejar, executar e aprimorar o uso de veículos multimodais empregados na distribuição das mercadorias, além de desenhar e otimizar rotas de entrega, administrar pedidos, cotar e auditar fretes, realizar pagamentos, e mais uma série de atividades inerentes ao setor. Tudo para que os processos aconteçam sem gargalos.

Com tantas atribuições, a logística de transporte costuma contar com o apoio da tecnologia. Hoje, existem softwares específicos para realizar o gerenciamento dos transportes e até mesmo para planejar as melhores rotas e rastrear as cargas com mais precisão.

Outra solução inteligente é contar com uma ferramenta de gestão de fretes que permita realizar orçamentos com diversas transportadoras, contratar os serviços de entrega e administrar todos os fretes contratados, como a Central do Frete.

Armazenamento

Mas nem só de transporte vive o setor logístico. O armazenamento, que diz respeito à gestão dos armazéns, também é uma parte essencial do processo. Ele abrange atividades como o controle de estoques e o atendimento de pedidos, bem como a administração da infraestrutura.

A tecnologia também pode ser uma grande aliada nesse aspecto: muitas empresas utilizam softwares de gestão de armazéns para facilitar o controle do fluxo, administrar os estoques e rastrear os inventários.

Leia também: Last mile: o que é e como gerenciar!

Tipos de logística

Logística de produção

A logística de produção é um tipo de logística empregado nos fabricantes, para administrar e controlar todo o processo de transformação das matérias-primas nos produtos que serão comercializados.  

Ela é responsável por atividades como a fabricação das mercadorias e a sua montagem, pelo abastecimento dos postos de trabalho e pelo manuseio e armazenamento adequado dos materiais. Além disso, faz parte das atribuições da logística de produção o planejamento da produção, para que não haja excessos e desperdício.

Logística de suprimentos

A logística de suprimentos é responsável pelo fornecimento de todos os materiais necessários para produzir as mercadorias, planejando a quantidade de insumos, a data em que devem ser entregues e como se dará o seu transporte. Trata-se de um tipo de logística importante, já que garante o pleno abastecimento de materiais durante o processo de produção.

Logística de distribuição

A logística de distribuição se encarrega da entrega de mercadorias, contemplando a distribuição dos produtos para os centros de distribuição, as lojas e as residências dos consumidores.

Entre as tarefas envolvidas nesse tipo de logística estão o planejamento das rotas de entrega, a gestão de fretes, a negociação com as transportadoras, o rastreamento das cargas e até mesmo tarefas como a reposição de estoques e a supervisão dos processos de carga e descarga dos veículos.

Logística reversa

A logística reversa, como o nome já sugere, faz o caminho inverso: ao invés de se ocupar de entregas ao cliente final, ela diz respeito ao retorno de produtos ou materiais às empresas. 

Ela pode ser usada em casos de troca ou devolução de mercadorias, em que o consumidor remete a carga de volta para a empresa, ou nos casos em que a empresa se encarrega do descarte das embalagens após o consumo. Um exemplo disso é o que ocorre com garrafas de refrigerante vazias, que podem ser retornadas para o fabricante.

Há alguns casos previstos em lei em que as companhias devem implantar uma política de logística reversa para recolher e descartar resíduos de produtos ou embalagens vazias por conta do impacto ambiental. Isso ocorre, por exemplo, com agrotóxicos, pneus e produtos eletrônicos de um modo geral.

Logística de 3, 4 E 5PL

O modelo 3PL, ou logística de terceira parte, diz respeito à terceirização dos processos logísticos, transferindo a responsabilidade deles para outras empresas. Nesse caso, a terceira parte em questão fica a cargo do transporte de mercadorias, entrega de pedidos, troca e devolução dos produtos. Esse é o modelo usado pelos e-commerces ao contratarem os serviços de transportadoras para realizarem as entregas das encomendas aos clientes.

O modelo 4PL, ou logística de quarta parte, também envolve a terceirização dos processos logísticos, porém de forma mais abrangente, já que o parceiro contratado (o chamado provedor 4PL) se responsabiliza pela gestão completa das operações, cuidando de toda a cadeia de suprimentos de ponta a ponta. Trata-se de um modelo recomendado para grandes corporações, que precisam lidar com processos logísticos complexos.

Finalmente, o modelo 5PL, ou logística de quinta parte, diz respeito ao uso de soluções tecnológicas avançadas para otimizar os processos logísticos. Esse tipo de logística está ligada à inovações tecnológicas, como automação de tarefas, blockchain, inteligência artificial e machine learning, para gerenciar a cadeia de suprimentos de maneira mais efetiva.  

Qual a importância da logística para uma empresa?

A logística é um setor de importância crucial para que uma empresa cresça e prospere, afinal, dá conta do transporte e do armazenamento de produtos, matérias-primas e outros materiais, influenciando na capacidade de produção e melhorando a distribuição. É a logística que confere eficiência, maior produtividade e agilidade aos processos e, consequentemente, contribui para a satisfação dos consumidores.  

Além de tornar os processos mais eficientes e tornar as entregas mais velozes, uma logística bem planejada também ajuda a diminuir os custos operacionais da empresa, evitar desperdício de tempo e recursos. Assim, a eficácia dessa área configura uma vantagem competitiva inegável.

Com a popularização do comércio omnichannel, a preocupação com a logística passou a ser ainda mais importante, já que as vendas agora podem ser feitas por múltiplos canais, o que exige um processo ainda mais fluido e integrado e uma entrega eficiente e pontual.  

Leia também: Entenda os benefícios da logística para e-commerce

Como fazer uma gestão de logística eficiente

Integre os processos

Em uma empresa, é comum que cada setor atue de forma autônoma. Isso, porém, é um erro, já que falhas de comunicação entre os setores podem causar atrasos na cadeia de suprimentos e prejudicar todos os processos.

Por isso, é importante que todas as atividades do negócio estejam perfeitamente integradas e que a comunicação entre as áreas seja eficiente. Para ajudar nessa tarefa, pode ser interessante utilizar um software de gestão.

Centralize os dados

Assim como os processos devem ser integrados, todas as informações também precisam estar centralizadas em um único local para que todas as equipes consigam alimentar o banco de dados, acessar os históricos e dar prosseguimento às ações necessárias.

Automatize o controle de estoque

O controle de estoque é essencial para o planejamento logístico, pois permite entender e projetar melhor a demanda, planejar as compras de maneira mais estratégica e evitar problemas como o excesso ou a escassez de produtos nos estoques. Investir em ferramentas que automatizam essa tarefa pode facilitar a vida dos gestores.

Atente para os prazos de entrega

Um dos pontos mais críticos da logística entre distribuidores, revendedores e consumidores é a pontualidade das entregas. Obedecer aos prazos de entrega fornecidos é essencial para melhorar a reputação da empresa e conquistar a satisfação do público.

Central do Frete

Escolha boas transportadoras

Por fim, é preciso escolher bem seus parceiros logísticos e contratar as melhores transportadoras para realizar as entregas. Para facilitar essa tarefa, você pode contar com a ajuda da Central do Frete. Afinal, em nossa ferramenta, você consegue fazer a cotação de frete com as melhores empresas de transporte do mercado!

A Central do Frete ajuda o lojista a cotar, contratar e administrar os fretes contratados em uma ferramenta completa. Em nossa plataforma, é fácil comparar os preços e as condições oferecidas pelas principais transportadoras do país, fazer a contratação e gerenciar todos os fretes de maneira centralizada. Isso resulta em processos logísticos mais eficientes, entregas mais rápidas e clientes mais satisfeitos.

Agora que você já sabe o que é logística e qual é sua importância, descubra como revolucionar a sua gestão de fretes!  Visite o nosso site e conheça nossos serviços!  

Deixe um comentário