Saiba tudo sobre a cotação de frete dos Correios

Saiba tudo sobre a cotação de frete dos Correios

Quem trabalha com vendas online sabe que um dos maiores diferenciais que uma loja pode ter é oferecer entrega rápida e barata aos clientes. Comprar pela internet está se tornando um hábito cada vez mais comum, e o lojista que conseguir aliar um valor baixo de frete a um prazo de entrega curto e surpreender o cliente ganha vantagem frente aos seus concorrentes!

Mesmo com tanta variedade de transportadoras disponíveis no mercado, o serviço dos Correios ainda é amplamente utilizado pelos e-commerces, já que têm dois pontos fortes: a capilaridade (ou seja, a capacidade de alcançar cada cantinho desse Brasil) e a credibilidade que passa ao público, por se tratar de uma empresa tão tradicional e conhecida no país.

Os Correios adotam uma metodologia muito específica para calcular a estimativa do frete, e é importante dominar esse cálculo para usar em sua loja online.

Você sabe como realizar a cotação de frete dos Correios? Neste post, a gente explica!

Correios

Uma das grandes vantagens dos Correios é sua abrangência. Por contar com agências espalhadas em todo o território nacional e ter rotas de entrega em todas as cidades, os Correios alcançam muito mais pessoas.

Mesmo que o endereço seja considerado de risco e o carteiro não possa ir pessoalmente entregar a mercadoria ao destinatário, o pacote é encaminhado para um posto próximo, onde o cliente pode ir buscá-lo. Assim, é uma opção interessante e democrática, sobretudo para lojas que tenham uma grande base de clientes fora dos grandes centros.

Os Correios também contam com diversas modalidades de entrega, conforme veremos de forma mais detalhada a seguir. A depender da pressa para receber a encomenda e da disposição para pagar a mais por uma entrega expressa, o cliente pode optar pelo PAC ou pelo SEDEX, por exemplo. Também é possível para o lojista fazer um contrato com os Correios para poder contar com vários benefícios.

Um fator que deve ser levado em conta é que os Correios têm limitações quanto ao peso e as dimensões dos objetos enviados. Os limites variam de acordo com a modalidade de envio, e é preciso ficar atento, pois essa restrição pode afetar e-commerces que comercializem produtos mais pesados.

 

Dica: Calcular frete: como conseguir o melhor preço?

Transportadoras

Em comparação com os Correios, as transportadoras têm uma abrangência menor e, dependendo da empresa, pode ser que algumas áreas não sejam cobertas, ou que o frete para regiões mais afastadas dos grandes centros seja demasiadamente caro.

Ao contrário dos Correios, as transportadoras costumam ter contratos negociáveis e certa flexibilidade para se adaptar às necessidades de sua loja. Os serviços também promovem mais praticidade, já que as transportadoras se encarregam de toda a logística. No caso da cotação de frete dos Correios, somente lojistas com contrato podem usufruir de comodidades como a coleta em domicílio.

Um diferencial das transportadoras é que, em geral, são mais flexíveis quanto ao envio de produtos grandes e pesados, sem oferecer as mesmas limitações que os Correios. Assim, podem ser uma opção para lojas que vendem produtos maiores, como móveis e eletrodomésticos.

Outra diferença importante diz respeito ao custo-benefício. Enquanto os Correios podem ser mais interessantes para lojas pequenas, com um volume menor de envios mensais, as transportadoras podem ser mais vantajosas para grandes lojistas, que precisam enviar muitos pacotes por mês. Essa questão deve ser levada em conta na hora de optar entre os Correios ou transportadoras.

 

Leia também: 7 dicas de como trabalhar o pós-venda no e-commerce

 

Quais os tipos de frete oferecidos pelos correios?

É possível fazer a cotação de frete dos Correios a partir de várias modalidades. Dentre as mais interessantes para os lojistas encontram-se o PAC e o SEDEX em suas variadas versões.

O SEDEX é a modalidade de entrega expressa, indicada para quando há necessidade de receber logo a mercadoria. O preço é mais alto, mas o produto é entregue mais rapidamente, já que é tratado como prioridade nos centros de distribuição. Esse serviço garante o envio expresso de itens de até um metro de comprimento e pesando até 30 quilos, com entregas de segunda a sábado.

Os Correios também oferecem diversos subtipos de SEDEX, como o SEDEX 12, que garante a entrega da mercadoria até as 12 horas do dia seguinte à postagem, e o SEDEX 10, com a promessa de entrega da encomenda até às 10 horas do dia seguinte ao da postagem.

Outra opção é o SEDEX Hoje, um serviço expresso com garantia de entrega do pacote no mesmo dia da postagem. Esse último serviço é mais indicado para envios dentro da mesma região.

Para quem não faz questão de uma entrega superveloz, o PAC pode ser a melhor alternativa, já que se trata de um serviço bem mais barato e tão confiável quanto o SEDEX. Na modalidade PAC, podem ser enviados produtos medindo até um metro de comprimento, com peso máximo de 30 quilos.  As entregas são feitas de segunda à sexta.

Quem comercializa produtos menores pode contar ainda com o PAC Mini, um serviço exclusivo para objetos pequenos. Essa modalidade pode ser usada para enviar mercadorias com dimensões de até 24 cm x 16 cm x 4 cm e 300 gramas para qualquer lugar do Brasil. Contudo, essa modalidade é exclusiva para empresas que tenham um contrato com os Correios.

Leia também: Como fazer a entrega de produtos vendidos pela internet?

Como fazer a cotação de frete dos Correios?

Para realizar a cotação de frete dos Correios é preciso saber o volume do produto a ser enviado, a distância entre o remetente e o destinatário e, em alguns casos, o valor da mercadoria.

Os Correios adotam o fator de cubagem para determinar o preço do frete, já que essa medida equilibra a relação entre o peso da encomenda e o espaço que ela ocupa no veículo de transporte. Assim, a fórmula para calcular o peso cúbico dos produtos a serem enviados é a seguinte:  C x L x A / 6.000.

Nessa equação, C = comprimento em centímetros; L = largura em centímetros; A = altura em centímetros e, finalmente, 6.000 equivale ao coeficiente que resulta da relação entre peso e volume.

Entretanto, o peso e o tamanho da mercadoria e a distância percorrida não são os únicos fatores considerados na hora de calcular o frete. O custo também depende do valor das embalagens (se optar por usar as próprias dos Correios), de possíveis serviços adicionais (como o seguro e o serviço de Mão Própria) e da modalidade de entrega escolhida (como vimos anteriormente, são várias opções).

Vale lembrar que é possível simular o valor do frete e o prazo estimado para entregas no território nacional no próprio site dos Correios. Basta preencher os dados de CEP de origem de destino, selecionar a modalidade de envio desejada e escolher o formato da caixa que será enviada.

No site também é possível comprar a embalagem padrão dos Correios (e embuti-la no valor total) e contratar serviços extras, como “Mão própria”, “Aviso de recebimento — AR” e “Declaração de Valor”. Depois de inserir todas as informações, é só clicar em “calcular” para obter uma previsão do prazo de entrega e do valor do frete.

O site dos Correios também permite realizar uma simulação de preço do malote, levando em consideração o roteiro (local de origem e destino), a frequência de coletas e o peso estimado para cada remessa.

Para simplificar, algumas plataformas de e-commerce contam com integração com os Correios e permitem ao cliente calcular o valor do frete de forma automática, assim que os produtos são colocados no carrinho de compras.

Leia também: Cotação de frete online: 5 dicas para reduzir custos

Como economizar na cotação de frete?

Como você deve ter percebido, às vezes usar o serviço dos Correios vai valer mais pena e, às vezes, optar por uma transportadora particular vai ser mais vantajoso. Tudo vai depender do porte de sua loja, da quantidade de envios mensais, das regiões de maior concentração de clientes, entre outras variáveis. Em muitos casos, oferecer opções de entrega via Correios e via transportadora pode ser um bom negócio!

Procurar valores de frete mais competitivos influencia na satisfação e experiência do cliente. Se você conseguir aliar um serviço de qualidade a um preço de frete justo, certamente ganhará muitos pontos. Por isso, é importante fazer uma pesquisa no mercado e fazer um orçamento com várias empresas, comparando prós e contras e buscando sempre o melhor custo-benefício.

O grande problema é que, fazer essa cotação manualmente seria inviável no contexto de um e-commerce. Com tantos processos diários envolvidos na gestão de uma loja virtual, a pesquisa de preço consumiria um tempo valioso. Por isso, é importante poder contar com serviços como os da Central do Frete.

Central do Frete

A Central do Frete ajuda os lojistas a realizar a gestão de fretes de uma forma descomplicada. A ferramenta permite comparar os preços e as condições das principais transportadoras disponíveis no mercado, analisar o custo-benefício de cada uma e fazer a melhor escolha para o seu negócio. Tudo online e sem burocracias.

Quer saber mais? Visite nosso site e saiba o que a Central do Frete tem a oferecer para sua loja virtual!

Deixe uma resposta