Guia completo sobre frete!

You are currently viewing Guia completo sobre frete!

Uma das questões mais desafiadoras do dia a dia do e-commerce é a gestão de fretes. O termo frete se refere ao transporte de mercadorias, sendo, portanto, essencial para o sucesso de uma loja online. O problema é que há uma série de variáveis envolvidas na contratação do frete, e, por isso, nem sempre o cálculo do valor é tão simples assim.

Os variados tipos de fretes e modalidades de contratação no mercado influenciam o valor da taxa de entrega cobrada do cliente. Por essa razão, é importante compreender cada um e escolher aquele que for mais vantajoso para seu negócio.

Neste post, vamos esclarecer tudo o que você precisa saber sobre frete: os diferentes tipos de fretes e de cargas, as modalidades de contratação, as taxas e os impostos envolvidos, entre outras dúvidas comuns. No final, vamos dar uma dica imperdível para economizar no frete!

Tipos de frete

FOB

FOB é a sigla para o termo Free on Board, ou “livre a bordo” numa tradução livre. Nessa modalidade de frete, o fornecedor deixa de ser responsável pela carga assim que ela é despachada.

Nesse caso, o responsável pelos processos logísticos e pelos custos é o comprador, e o pagamento só é realizado quando a carga é entregue em seu destino. Os impostos cobrados nesse tipo de frete são específicos do serviço de transporte, como o ICMS, o IPI, o PIS e o COFINS.

Em geral, esse tipo de frete é adotado em transações B2B, ou seja, quando o comércio é feito entre pessoas jurídicas. Isso porque, muitas vezes, a empresa compradora já conta com seus próprios processos de logística e tem uma estrutura capaz de otimizar o processo, com prazos mais curtos e valores mais baixos.

CIF

CIF, por sua vez, se refere a Cost, Insurance and Freight, ou simplesmente “custo, seguro e frete”. Nessa modalidade, o remetente é responsável pela carga, assumindo o gerenciamento de riscos e os custos de transporte. Os tributos incidem sobre o valor do frete e do produto transportado, e o cliente paga um valor único que é usado como base para o cálculo do ICMS.

Essa modalidade de frete é mais indicada para transações do tipo B2C, ou seja, nos casos em que as empresas vendem direto para o consumidor final, como é o caso de lojas virtuais que precisam entregar os produtos aos compradores.

FTL

O frete FTL (Full Truck Load) também é conhecido como frete lotação ou carga fechada. Esse tipo de frete se refere à contratação de uma carreta para transportar exclusivamente o material de um cliente.  

Toda a capacidade do veículo fica à disposição de um único contratante e, depois de ser transportada, a mercadoria é enviada diretamente ao destinatário, sendo esse o único ponto de entrega.

Tipos de carga

Carga fracionada

Cargas fracionadas são remessas de poucos produtos, que não esgotam a capacidade do caminhão sozinhos. Para que o custo do frete seja mais viável nesses casos, o veículo recebe as cargas de vários clientes, que são então agrupadas, separadas conforme o destino e despachadas. Normalmente, o comércio eletrônico utiliza esse tipo de carga.

Quando a carga é fracionada, o veículo de transporte faz paradas em vários pontos de entrega durante a rota para distribuir as encomendas. Isso reduz o custo de entrega, porque o preço se dilui entre vários clientes, mas, em contrapartida, é necessária muita organização para evitar extravios e atrasos na entrega, já que o caminhão vai parando em vários locais ao longo do percurso.

Carga lotação

Na carga lotação (ou carga fechada), o caminhão atende exclusivamente à remessa de um único cliente, sem compartilhar o espaço com outros remetentes. Em geral, isso ocorre quando o volume daquela carga ocupa todo o espaço do veículo.

Mas a carga lotação também pode se dar para agilizar a operação e diminuir o tempo de entrega, já que suas condições permitem que a mercadoria transportada chegue direto ao seu destino, sem “escalas” em outros pontos de entrega e com menos risco de extravio.

Tipos de transporte de frete

Nacional

O frete nacional acontece quando as transações comerciais se dão dentro do território nacional. Todos os processos são mais simples e menos burocráticos em relação a transações internacionais.

Internacional

O frete internacional ocorre quando as transações se dão fora do território brasileiro, como nos casos de importação e exportação. O frete internacional está sujeito a uma série de particularidades referentes às leis, documentações e exigências em envios para fora do país.

Tipos de contratação do frete

Direto

O frete direto é a modalidade de contratação mais adotada. Nesse modelo, a transportadora é a única envolvida no processo, sendo responsável pela coleta da carga em sua origem, pelo transporte e pela entrega ao destinatário. Nesse caso, não há terceiros envolvidos.

Subcontratação

Na subcontratação, a transportadora contratada pelo cliente repassa a tarefa a uma terceirizada para otimizar a logística, aumentando a abrangência de regiões atendidas, reduzindo o prazo de entrega e melhorando a eficiência do serviço.  

Redespacho

No caso do redespacho, há duas transportadoras diferentes prestando o serviço. A transportadora contratada pelo cliente percorre um determinado trecho da rota e encarrega outro parceiro logístico de cobrir o percurso final e concretizar a entrega. 

Leiam também4 passos para elaborar a jornada de compra da sua loja virtual

Quais taxas incidem no valor do frete?

ICMS/ISS

Há alguns impostos fixos que incidem sobre o preço das mercadorias comercializadas, como é o caso do ICMS e do ISS. O ICMS é um tributo aplicado a qualquer produto vendido no território nacional, e o ISS recai sobre a prestação de serviços realizados por empresas, inclusive as transportadoras privadas.

Pedágio

Grande parte das entregas no Brasil é realizada pelo transporte rodoviário. Várias das principais rodovias no território nacional são administradas por concessionárias privadas que cobram pedágios de valores variáveis para trafegar na via. Os custos com pedágio são relevantes e precisam ser considerados ao estabelecer o preço do frete.  

Frete mínimo

Algumas transportadoras estipulam um peso mínimo por pedido para cobrir os custos operacionais. Quando os itens a serem transportados não atingem aquela meta, considera-se o peso mínimo para calcular o frete.  

GRIS

GRIS é a sigla de Gerenciamento de Risco e Segurança, uma taxa que é embutida no preço da mercadoria para cobrir eventuais riscos na entrega, geralmente quando o local é perigoso ou de difícil acesso.

Vários fatores influenciam o cálculo do GRIS, como os custos operacionais da entrega, o destino da carga e a identificação da mercadoria. Além disso, certas categorias são mais visadas e, portanto, têm maior fator de risco (como alimentos e produtos eletrônicos).

Taxa de armazenamento

A taxa de armazenamento é cobrada quando o cliente pede devolução ou há algo que impeça a entrega da remessa, fazendo com que ela precise ser armazenada pela transportadora.

Taxa de dificuldade da entrega

A taxa de dificuldade de entrega cobre variáveis que dificultam a entrega da carga, como exigências do cliente, entregas feitas fora do horário comercial ou dificuldade de acesso ao local.

Taxa de restrição do trânsito

A taxa de restrição do trânsito é cobrada quando é preciso contornar restrições à carga e descarga de mercadorias ou à circulação do caminhão. Por exemplo, certas cidades limitam o tráfego de veículos em alguns turnos, o que prejudica o transporte. Nesses casos, a taxa é cobrada.

Taxa de reentrega

A taxa de reentrega é cobrada quando a encomenda não é entregue de primeira, sendo necessário fazer mais de uma tentativa para entregar a mercadoria ao destinatário.

Taxa de devolução

A taxa de devolução é cobrada quando o caminhão tem que retornar para devolver uma encomenda que não pôde ser entregue.

Como fazer o cálculo do frete?

Existem muitas variáveis envolvidas no cálculo do frete, já que as transportadoras usam métodos e critérios diferentes e apresentam margens de lucros distintas.

Entre os principais critérios que afetam o valor do frete está o peso da carga. A ideia é buscar o maior número entre o peso bruto e o peso cubado (obtido a partir da multiplicação das dimensões da embalagem) e, a partir disso, cobrar em cima desse valor.

Essa estratégia dá conta de situações como cargas leves, porém volumosas, que ocupam muito espaço no veículo, e, ao contrário, cargas pequenas e pesadas, que ocupam pouco espaço, mas atingem rapidamente o limite de peso.

Outro critério para calcular o frete é o preço da mercadoria. A partir do valor descrito na nota fiscal, a transportadora define se os produtos são valiosos, o que encareceria o custo do seguro, e se precisam de atenção especial durante o transporte.

Outra variável relevante para o cálculo do frete é a distância percorrida pelo veículo. No caso, quanto mais longo for o trajeto, mais caro será o serviço da transportadora, já que haverá mais despesas com combustível e desgaste do caminhão.

Por fim, há casos em que as transportadoras levam em consideração as características do destinatário, como o grau de risco e a dificuldade de acesso ao local de entrega.

Como realizar uma cotação de frete com as transportadoras

As transportadoras privadas disponibilizam ferramentas para cotação de frete em seus próprios sites. Nessas plataformas, basta inserir os dados solicitados, como os CEPs do remetente e do destinatário e informações sobre a remessa para ter acesso ao orçamento.

Porém, fazer a cotação de frete manualmente no site de cada empresa consome muito tempo. Por isso, o mais indicado é lançar mão da tecnologia para auxiliar nessa tarefa. Por exemplo, é possível usar uma calculadora de frete, como a da Central do Frete.

Quais as vantagens de usar uma calculadora de frete?

Uma calculadora de frete é uma ferramenta capaz de realizar a mediação entre a loja online e as principais transportadoras privadas do mercado, facilitando a comparação dos preços e condições de várias empresas ao mesmo tempo, sem complicação.

Usar a calculadora de frete da Central do Frete permite avaliar o custo-benefício de cada transportadora em poucos minutos, de uma forma muito mais simples e rápida do que comparar os preços manualmente. Além disso, o serviço facilita a vida do gestor de e-commerce e permite fazer a melhor escolha para seu negócio.  

Outra vantagem importante: usando uma calculadora de frete, é possível optar pela alternativa mais vantajosa para os seus clientes, o que se reflete em uma experiência de compra mais satisfatória e em clientes muito mais propensos a fazer novas compras.

Além de realizar a cotação do frete em tempo real e sem burocracias, também é possível fazer a contratação da transportadora e pagar pelo serviço no próprio site, sem longas ligações telefônicas ou transações complexas. As faturas são fechadas a cada semana, e o pagamento de todos os fretes contratados pode ser feito de uma vez só.

Vale ressaltar que, no nosso sistema, é possível gerenciar todas as suas cotações de frete em poucos cliques. Basta ter login e senha em mãos para administrar as cotações, rastrear as remessas, fazer os pagamentos e acessar todos os benefícios da Central do Frete num só lugar.

calcular frete

Como calcular o frete usando nossa calculadora

Realizar a cotação de frete em nosso site é muito simples: basta preencher um formulário com os dados do remetente e do destinatário e uma breve descrição da carga. Com essas informações, o sistema irá gerar uma lista de opções automaticamente. Aí é só escolher a empresa que melhor atende à sua necessidade.

Como já deve ter ficado claro, ter uma boa gestão de fretes é imprescindível para o sucesso do e-commerce. E a Central do Frete é a ferramenta ideal para quem quer economizar tempo e dinheiro!

A Central do Frete auxilia os lojistas a realizar a gestão de fretes de uma maneira muito mais prática. Com nossa calculadora online, é rápido e fácil comparar os preços e as condições das melhores empresas do país. Todas as transportadoras são homologadas e passam por avaliações constantes, para garantir um serviço impecável e a satisfação de seus clientes.

Quer otimizar a cotação de frete de sua loja online e aproveitar todas as vantagens que a Central do Frete tem a oferecer para o seu negócio? Então é só clicar aqui e fazer o seu cadastro

Deixe um comentário